Após 5 horas e 17 quilômetros de retenção, manifestantes liberam trânsito na BR-040



Hoje, a alguns instantes atrás foi veiculado no site: Hoje em Dia, da notícia “Após 5 horas e 17 quilômetros de retenção, manifestantes liberam trânsito na BR-040”

De acordo com o veiculado pelo link Hoje em Dia:

Depois de quase cinco horas, manifestantes aceitaram liberar os dois sentidos da BR-040, na altura de Esmeraldas, na Grande BH. Por causa do protesto, motivado pela falta de água no bairro Quintas São José, o congestionamento chegou a 17 quilômetros em cada sentido da rodovia.

De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), moradores da região bloquearam a estrada, na altura do km 503, por volta das 10 horas desta terça-feira (27). Um grupo de aproximadamente 20 pessoas espalhou sacos de lixo na pista, impedindo o trânsito dos veículos.

Além da PRF, militares do Batalhão de Choque da Polícia Militar também tentaram negociar com os manifestantes, que estavam irredutíveis. O protesto só foi encerrado, nesta tarde, depois que a Copasa garantiu que enviaria caminhões-pipa para encher o reservatório responsável pela distribuição de água do bairro.

Durante a manifestação, segundo informou a concessionária Via 040, o trânsito chegou a ser desviado por dentro de um posto de combustível, mas a manobra não foi suficiente para desafogar o engarrafamento na região.

Falta de água

Procurada pela reportagem, a Copasa explicou que perfurou três poços na região, nos meses de maio e julho, mas “com vazões nulas e insuficientes para complementar o abastecimento, inclusive um dos poços perfurados com 300 metros de profundidade”. 

Em nota, a companhia informou que, no momento, está perfurando outros poços profundos e fazendo a setorização da malha de redes de distribuição de água para garantir o fornecimento para os moradores do bairro Quintas São José.

Leia mais:
Protesto por falta de água fecha trecho da BR-040 e provoca congestionamento de 12km

Vamos continuar seguindo as novidades e postando notícias relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *