Após dois anos desligadas, sirenes de alerta voltarão a funcionar em Angra | Sul do Rio e Costa Verde



Há, pelo menos, dois anos sem funcionar, as sirenes que alertam os moradores de Angra dos Reis, na Costa Verde, que moram em áreas de risco sobre deslizamentos foram religadas as vésperas do verão e do período chuvoso.

O equipamento foi instalado em 2016 e para a implantação, foram investidos R$ 5 milhões pelo Governo do Estado, que também passou a enviar recursos para a manutenção. Depois de um ano e sete meses, a verba deixou de ser repassada e as sirenes foram desligadas.

Para que o equipamento voltasse a funcionar, a prefeitura decidiu assumir as despesas.

“Nós estamos fazendo o trabalho de teste de funcionamento, já deixando pronta a ligação com bateria e eletricidade. Agora, uma outra equipe vai começar a ativação”, explicou o coordenador de gestão de risco, Marco Antônio dos Santos.

A manutenção já foi feita em 10 bairros. No total, 26 localidades serão atendidas com o religamento das sirenes. A expectativa é que isso aconteça ainda em dezembro, para que a Defesa Civil possa intensificar o trabalho de prevenção de tragédias na cidade.

O bom estado de conservação dos equipamentos vai ajudar a acelerar o processo de religamento das sirenes.

A Secretaria Estadual de Defesa civil informou que as ações de prevenção a desastres naturais são de competência das cidades, e que cabem a elas apoio e consultoria para os municípios. Explicou também que o Governo do Estado custeou o projeto das sirenes, conduziu e gerenciou até 2016, quando repassou para os municípios.

Em caso de emergência, o telefone da Defesa Civil é o 199.

Fonte

قالب وردپرس

Deixe uma resposta