Após governo do MT decretar estado de emergência, ministro diz que focos ‘já estão sendo prontamente combatidos’



A poucos instantes atrás foi aconteceu a veicução através do site: G1, da notícia “Após governo do MT decretar estado de emergência, ministro diz que focos ‘já estão sendo prontamente combatidos'”

Conforme o que foi publicado através do link G1:
Em evento em Bonito (MS), Ricardo Salles também comentou sobre o aumento de 334% das queimadas no Pantanal. Segundo ele, a Garantia da Lei e da Ordem pode ser estendida na região. Ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, em evento em Bonito (MS)
TV Morena/Reprodução
O ministro do Meio Ambiente Ricardo Salles disse na tarde desta quinta-feira (12) que os focos de incêndio no Mato Grosso estão sendo prontamente combatidos.
“No estado do Mato Grosso houve um aumento dos focos, mas que já estão sendo prontamente combatidos, num aumento do efetivo e dos equipamentos âmbito da GLO [Garantia da Lei e da Ordem]. É um trabalho permanente e que continua, e que vem trazendo ótimos resultados” explicou.
A declaração foi dada durante o 3º Curso Nacional Direito Ambiental da Flora, em Bonito, a 298 Km de Campo Grande. Há 3 dias o governo de Mato Grosso decretou situação de emergência por conta das queimadas no estado. A medida foi assinada pelo governador Mauro Mendes (DEM) na segunda-feira (9) e publicada nesta terça (10) no Diário Oficial do Estado (DOE). A situação de emergência, com duração de 60 dias, permite ações emergenciais, como a compra de bens e materiais sem licitação, e autoriza a busca de auxílio do governo federal para enfrentar os problemas.
Salles também comentou o aumento expressivo das queimadas no Pantanal. De acordo com o Programa Queimadas, do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), o número de focos de queimadas no Pantanal de 1º janeiro a 11 de setembro de 2019 já é 334% maior do que o registrado no mesmo período em 2018; e 43,6% acima da média registrada nos mesmos dias dos últimos 21 anos (de 1998 a 2018).
“Importante deixar claro que o primeiro combate é feito pelas forças estaduais, pelo Corpo de Bombeiros, e nas áreas que tem confluência com jurisdição federal, os órgãos federais IBAMA e ICMBio, com suas brigadas contra incêndio também participam. […] hoje a GLO tem uma determinação espacial, um local preciso, determinado, se for necessário a atuação em áreas mais extensas e por maior período nós vamos verificar isso também”, comentou.
Queimadas no Pantanal: comparativo do período entre 1º de janeiro a 11 de setembro de 2019 e 2018;
Arte/G1

Continuaremos a seguir as notícias e divulgado notícias relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *