Dólar opera em alta com tensões renovadas ligadas à Previdência e cautela no exterior



Minutos atrás foi divulgado no site G1 a informação “Dólar opera em alta com tensões renovadas ligadas à Previdência e cautela no exterior”.

Confomre informado pelo site do G1: ” Na sexta, moeda dos EUA fechou em alta de 2,64%, a R$ 3,9011, na maior cotação desde 26 de dezembro. Nota de US$ 5 dólares
REUTERS/Thomas White
O dólar opera em alta nesta segunda-feira (25), após ter encerrado a semana passada no patamar de R$ 3,90, com investidores monitorando tensões renovadas ligadas à reforma da Previdência em meio à crise entre o presidente Jair Bolsonaro e o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e monitorando o exterior, onde há aversão ao risco por temores de desaceleração global.
Às 9h24, a moeda norte-americana subia 0,43%, vendida a R$ 3,9177. Veja mais cotações.
Na sexta-feira, o dólar fechou em alta de 2,64%, vendida a R$ 3,9011, na maior cotação desde 26 de dezembro (R$ 3,9205). Foi também foi a maior alta diária do dólar desde 18 de maio de 2017, quando a moeda disparou mais de 8%, após terem sido divulgados por executivos da J&F áudios do ex-presidente Michel Temer.
Na semana passada, a moeda acumulou alta de 2,13%. No mês de março, o avanço é de 3,94%. No ano, a alta acumulada é de 0,69%.
O Banco Central realiza nesta sessão leilão de até 14,5 mil swaps cambiais tradicionais, correspondentes à venda futura de dólares, para rolagem do vencimento de abril, no total de US$ 12,321 bilhões. “

Continuaremos seguindo as notícias relacionadas e a cada novidade atualizaremos o site.