Eleitores vão às urnas na eleição presidencial do Cazaquistão



alguns momentos atrás publicado através do link do: G1, da notícia “Eleitores vão às urnas na eleição presidencial do Cazaquistão”

Conforme o que foi informado pelo link G1:
Mais de 11 milhões foram convocados para a votação neste domingo (9). Pesquisas apontam presidente interino como favorito, segundo a imprensa local. Eleitores durante as eleições presidenciais no Cazaquistão
Mukhtar Kholdorbekov/Reuters
Os cidadãos do Cazaquistão começaram neste domingo (9) a votar nas primeiras eleições presidenciais desde a independência. O país foi governado por 30 anos por Nursultan Nazarbayev, que não apresentou candidatura após ter renunciado ao cargo em março deste ano.
O presidente interino, Qasim-Yomart Tokayev, é o favorito à vitória, de acordo com as poucas pesquisas divulgadas pela imprensa local. Uma de suas propostas no cargo foi mudar o nome da capital do país para homenagear o ex-presidente.
Independentemente do resultado, este pleito entra para a história já que pela primeira vez desde o início da democracia na Ásia Central uma mulher, Daniya Yespayeva, participa da corrida presidencial.
As 9.970 sessões eleitorais foram abertas por volta das 7h (horário local, 22h de sábado em Brasília) e serão fechadas as 20h (11h, no Brasil). Foram convocados às urnas 11.814.019 eleitores.
As autoridades prometeram que as eleições serão livres, mas, ao mesmo tempo, iniciaram uma forte operação policial para prevenir possíveis protestos pós-eleitorais.
30 anos de Nazarbayev
Nursultan Nazarbayev ao votar neste domingo (9) no Cazaquistão
Stringer/Reuters
Nazarbayev chegou ao poder quando o país ainda era uma república soviética, em 1990, no cargo de primeiro-secretário do Partido Comunista. Após a independência, ele foi reeleito contra oponentes simbólicos algumas vezes, em eleições criticadas por observadores estrangeiros.
O país, que tem o tamanho da Europa Ocidental, tem vastos recursos minerais e um enorme potencial econômico. O governo de Nazarbayev se concentrou em uma reforma econômica enquanto resistia a medidas para democratizar o sistema político.
Desde 2014, com a economia abalada e se recuperando de uma queda no preço do petróleo, o descontentamento da população cresceu e o movimento de protestos contra o governo cresceu significativamente.
Apesar de deixar o cargo, ele continua com poder no Cazaquistão. Nazarbayev preside o Conselho de Segurança e permanece como líder do partido Nur Otan, que domina o parlamento.

Vamos continuar seguindo as notícias e divulgado notícias relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *