Governador do Rio afasta delegado que prendeu suspeitos de matar Marielle Franco



Poucos minutos atrás foi postado no portal Blasting News a informação “Governador do Rio afasta delegado que prendeu suspeitos de matar Marielle Franco”.

Conforme divulgado pelo Blasting News: “

Milhares de manifestantes e apoiadores de Marielle Franco se reuniram na Cinelândia, no Centro do Rio de Janeiro, na noite de quinta-feira (14), quando completou um ano dos assassinatos da vereadora do PSOL e de Anderson Gomes. Eles reivindicavam que o delegado Geniton Lages seja mantido à frente no caso.

Após o delegado apresentar os resultados da primeira etapa da investigação que culminou na prisão de Élcio Queiroz e Ronnie Lessa, acusados do assassinato, o mesmo foi afastado do caso pelo governador Wilson Witzel (PSC), alegando que ele irá estudar na Itália. Witzel disse que Lages irá realizar um intercambio de quatro meses a convite dele próprio. O intercambio seria um bônus pelo trabalho realizado durante esse um ano de investigações do assassinato da vereadora e do motorista. O governado ainda alegou que a investigação do caso levou Genilton a exaustão. O delegado irá aproveitar o intercambio para estudar a máfia e movimentos criminosos, em troca de experiências com a policia italiana.

…Leia mais

Continuaremos seguindo as notícias relacionadas e a cada novidade atualizaremos o site.