Livro de Rubenio Marcelo é recomendado no ‘Domingão do Faustão’

A Pouco tempo foi postado no canal do youtube Raimundo Edmario Guimaraes Galvao o vídeo “Livro de Rubenio Marcelo é recomendado no ‘Domingão do Faustão’”.

Confomre informação divulgada pelo canal Raimundo Edmario Guimaraes Galvao: “O livro “Vias do Infinito Ser” (poemas), de Rubenio Marcelo, foi recomendado no seleto quadro de dicas de livros do programa Domingão do Faustão, da Rede Globo, neste domingo 23/06/2019. Lançado recentemente, pela Ed. Letra Livre, a obra pode ser encontrada nas livrarias de Campo Grande-MS e também na Academia Sul-Mato-Grossense de Letras.\nCrítica literária: sobre este livro, assim asseverou o prefaciador José Fernandes: “O livro ‘Vias do Infinito Ser’ se compõe de uma poesia profunda, marcada por forte dimensão metafísica, como requer a concepção de infinito a que o ser tem de conquistar durante a existência. Para isso, o jogo poético, tal como o existencial, se executa entre o finito, o concreto, o físico, e o essencial, abstrato, metafísico, infinito. Em decorrência, a leitura de cada poema não pode ser feita em uma sentada, mas sorvida mediante várias leituras, a fim de que se possa mergulhar na essência mesma da poesia e no sublime que ela encerra. A viagem pelo poema assemelha-se à viagem do ser em busca do infinito. Tem de ser executada passo a passo…”. \n O escritor, jornalista e acadêmico Henrique de Medeiros diz: “Neste seu novo livro, Rubenio Marcelo veleja, filosofa, canta, expõe o verbo poetar em sua essência, e principalmente busca o essencial: o ser”. \n Raquel Naveira (poeta e acadêmica da ASL), afirma: “Em “Vias do Infinito Ser”, Rubenio Marcelo percorre vias de infinito, de essência, de sobrenatural. Vias de dúvidas, de certezas, de dores e êxtases. Para essa tarefa espiritual, vê-se “entre a cruz e a encruzilhada das palavras”, bifurcações de caminhos e escolhas estéticas e existenciais”.\n O livro “Vias do Infinito Ser” é credenciado também por críticos literários nacionais, como o poeta e membro da Academia Brasileira de Letras, Antonio Carlos Secchin, que afirma: “Na poesia de Rubenio Marcelo, em vez de o ser humano habitar o cosmo, é o universo que reside no homem. Tudo emana da força da poesia, e é com essa luz de dentro, deflagrada pela poder do verbo, que subitamente as coisas ganham forma e novo sentido. Como se lê em um de seus poemas, “palavras saltam muralhas e viram estrelas”.\nFim da conversa no bate-papo\nDigite uma mensagem…”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *