Livros didáticos e documentos de partido são encontrados em lixeira na Rodovia Norte-Sul | Amapá



Agentes da Delegacia de Meio Ambiente (Dema) encontraram nesta sexta-feira (7) uma grande quantidade de lixo despejado irregularmente numa área de mata às margens da Rodovia Norte-Sul, em Macapá. Entre os itens estavam livros didáticos, restos de eletrônicos e documentos de filiação do Partido dos Trabalhadores (PT). Ninguém foi preso.

No caso dos materiais, o titular da Dema, delegado Leonardo Brito, disse que estranhou o descarte ser feito numa área de mata sendo que poderia ser facilmente jogado no lixo. Entre os papeis do PT estavam fichas de filiação, algumas delas com nomes de pessoas.

“Chamou a atenção porque estava bem no meio da mata, e papel se pode descartar em casa. Vamos verificar se a pessoa do partido fez isso, ela pode responder pela poluição e também pelo crime eleitoral. É estranho, porque se fosse papel, era fácil descartar”, detalhou Brito.

Fichas de filiação do PT encontradas em lixeira — Foto: Polícia Civil/DivulgaçãoFichas de filiação do PT encontradas em lixeira — Foto: Polícia Civil/Divulgação

Fichas de filiação do PT encontradas em lixeira — Foto: Polícia Civil/Divulgação

O presidente do diretório estadual do PT, Antônio Nogueira, disse que não foi comunicado pela polícia, mas acredita que os papeis possam ter sido despejados por criminosos que invadiram a sede do partido, no Centro de Macapá, e levaram vários objetos.

O crime aconteceu na madrugada de 19 de novembro e o boletim de ocorrência foi registrado. Nogueira acredita que os ladrões tenham se escondido na área de mata da rodovia e se desfeito dos papeis por não terem nenhuma utilidade a eles. O partido vai apurar o sumiço dos documentos.

Sobre o material didático despejado, o delegado apontou que os livros são, na maioria, de educação infantil e alguns deles apresentavam bom estado de conservação. Entre os exemplares, a Dema encontrou o contra-cheque de um servidor da Secretaria de Estado da Educação.

Dema investiga responsáveis pelo descarte de lixo na área — Foto: Polícia Civil/DivulgaçãoDema investiga responsáveis pelo descarte de lixo na área — Foto: Polícia Civil/Divulgação

Dema investiga responsáveis pelo descarte de lixo na área — Foto: Polícia Civil/Divulgação

Em nota, a Seed explicou que não apoia o descarte irregular de lixo e qualquer outro material. Completou ainda dizendo que desconhece o envolvimento de qualquer servidor na ação de despejo identificada pela Dema. Acrescentou que exemplares sem condições de uso são doados.

“Pela fotos, a Seed acredita que os livros encontrados pela Delegacia de Meio Ambiente são antigos, fora de vigência. Por fim, a Seed está à disposição da delegacia para qualquer esclarecimento e ajuda no caso”, completa a secretaria, em nota.

Delegado Leonardo Brito, da Delegacia de Meio Ambiente (Dema) — Foto: Jéssica Alves/G1Delegado Leonardo Brito, da Delegacia de Meio Ambiente (Dema) — Foto: Jéssica Alves/G1

Delegado Leonardo Brito, da Delegacia de Meio Ambiente (Dema) — Foto: Jéssica Alves/G1

Tem alguma notícia para compartilhar? Envie para o Tô Na Rede!

Fonte

قالب وردپرس

Deixe uma resposta