Operação reforça a segurança em Noronha durante a alta estação



alguns momentos aconteceu a divulgação no portal: G1, do artigo “Operação reforça a segurança em Noronha durante a alta estação “

Conforme o que foi divulgado pelo portal G1:
Operação Noronha 2019, lançada nesta terça (27), será executada pela administração da ilha, Secretaria de Defesa Social e Ministério Público (MPPE), a partir de setembro. Operações de trânsito serão realizadas em Noronha
Ana Clara Marinho/TV Globo
Os moradores e turistas de Fernando de Noronha contarão com reforço nas ações de segurança, durante a alta estação. Uma operação, lançada nesta terça-feira (27), será executada em parceria pela Secretaria de Defesa Social (SDS), Administração da Ilha e Ministério Público de Pernambuco (MPPE), com focos na prevenção e combate a crimes.
Chamada de Operação Noronha 2019, a iniciativa foi detalhada durante reunião realizada no Palácio São Miguel.
De acordo com o planejamento, os trabalhos serão divididos em duas fases: prevenção e orientação, que começa em setembro, e ações contra delitos de trânsito e tráfico de drogas, a partir de dezembro.
A primeira etapa tem como objetivo orientar os proprietários de veículos e de estabelecimentos comerciais sobre como evitar acidentes que possam causar afogamento, incêndio, quedas de motos e ataques de animais. Estes são os problemas mais comuns registrados na época de maior fluxo de turistas.
Outra ação preventiva é a realização de operação da lei Seca. Este é o terceiro ano que é realizado o trabalho conjunto, na alta estação, na ilha.
“Este ano, começaremos a operação em setembro. É uma forma de dar tempo para as pessoas se regularizarem antes do fim do ano, quando existe um pico de procura por Noronha”, explica secretário-executivo de Defesa Social, Humberto Freire.
Na segunda fase, entra em ação a fiscalização para coibir os delitos de trânsito, tráfico de drogas, porte ilegal de arma, perturbação do sossego e crimes violentos.
O Mistério Público também pretende evitar situações de risco com os menores da ilha. “Nós vamos fazer uma ação forte para evitar consumo de bebidas por adolescentes”, afirma o promotor Flávio Falcão.
“Começar mais cedo significa que o estado está mais presente, fiscalizando e educando. O principal é conscientizar as pessoas e mostrar como fazer o correto e não apenas punir”, avalia o administrador Guilherme Rocha.
Também estiveram na reunião o juiz José Raimundo dos Santos Costa e representantes das polícias Militar, Civil e Científica, Corpo de Bombeiros e Detran.
A operação foi apresentada com a presença de representantes do setor de segurança da ilha
Ana Clara Marinho/TV Globo

Vamos continuar seguindo o canal e postando vídeos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *