PAQUITAS | ANTES E DEPOIS | XUXA

Minutos atrás foi postado através do canal CLIKATV o vídeo “PAQUITAS | ANTES E DEPOIS | XUXA”.

De acordo com o que foi veiculado pelo canal CLIKATV: “DEIXE UM LIKE E INSCREVA-SE NO CANAL!\nPaquitas é um girl group brasileiro formado em 1984 pelas assistentes de palco da apresentadora Xuxa, que passaram a se apresentar como grupo musical a partir de 1989. Estiveram sob comando da diretora e empresária Marlene Mattos durante toda sua carreira, sendo que o grupo chegou ao fim em 2002 com o rompimento da parceria de Marlene e Xuxa.\n\nNos programas apresentados por Xuxa nos Estados Unidos eram conhecidas como Pixies\n\nCarreira\n1984–90: Primeira geração\nEm 1984, quando apresentava o Clube da Criança na Rede Manchete, Xuxa viajou para Nova Iorque, onde conheceu um papagaio chamado Paquito, o qual achou fascinante e a inspirou a batizar o papagaio mascote de seu programa com o mesmo nome. No mesmo ano, percebendo a dificuldade em controlar o fluxo de crianças durante as gravações, a diretora Marlene Mattos decidiu contratar uma assistente de palco que fosse a imagem e semelhança de Xuxa – loira e de cabelos longos – e em uma idade jovem o suficiente para ficar camuflada entre o público, mas também velha o bastante para impor respeito nas crianças.[6] A escolhida foi Andréa Veiga, que já frequentava a plateia e tinha 14 anos, a qual foi apelidada como Paquita e descrita para o público como a namorada do papagaio.[6]\n\nEm 1985, com uma plateia maior, Marlene decidiu contratar uma segunda assistente, Heloísa Morgado, batizada como Paquita 2. Em 1986, quando Xuxa transferiu-se para a Rede Globo, Heloísa foi substituída por Andréia Faria por ser considerada impaciente demais com as crianças.[7] cujo apelido era \”Xiquita Sorvetão\”.[7] Além disso, Louise Wischermann, a \”Pituxa Alemã\”, entrou para o elenco. No ano de 1987, a diretora Marlene Mattos decidiu aumentar o número de ajudantes de palco, escalando Ana Paula Guimarães, a \”Catuxa\”, em março do mesmo ano. Ana Paula participou de um mês de testes ao lado de Luciana Vendramini, sendo a primeira paquita a ser eleita após uma fase de testes. Em 1987, o título de Paquita já era considerado uma profissão, e seria o maior sonho de inúmeras adolescentes daquela geração.\n\n1987–95: Segunda geração\nAinda em 1987, Marlene Mattos resolveu contratar substitutas para as mais velhas do grupo. Assim, foram eleitas Roberta Cipriani a \”Xiquitita Surfista\”, em 26 de maio. Sete meses depois, no dia 31 de dezembro, Tatiana Maranhão foi escolhida como a \”Paquitita Loura\”, e Priscilla Couto, como a \”Catuxita Top Model\”. No final de março de 1988, Andréa Veiga deixou o grupo, para seguir carreira solo como cantora e atriz. A última substituta do grupo, que compôs a segunda geração de Paquitas, foi Ana Paula Almeida, conhecida como a \”Pituxita Bonequinha\”, coroada em 9 de abril de 1988. Em março de 1989 Ana Paula Guimarães e Louise Wischermann se despedem do grupo, para apresentar um programa de videoclipes, que acabou não acontecendo. Marlene buscava encontrar novas meninas para os cargos de \”Pituxa\” e \”Catuxa\”, elegendo Letícia Spiller, a \”Pituxa Pastel\”, em março de 1989, após dois meses de testes da promoção \”Paquitonas 88/89\”. No mesmo ano Cátia Paganote se tornou a paquita \”Miuxa Bruxa\”.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *