Prêmio Innovare anuncia vencedores em projetos para modernizar a Justiça | Jornal Nacional



O Prêmio Innovare anunciou nesta quinta-feira (6) em Brasília os vencedores da 15° edição. A premiação tem apoio do Grupo Globo e reconhece iniciativas que contribuem para modernizar a Justiça.

“Adote um boa-noite”. A página na internet, criada pelo Tribunal de Justiça de São Paulo, faz parte de uma campanha para a adoção de crianças com mais de 7 anos e adolescentes. Na página é possível conhecer quem está na fila à espera de uma família.

“Eu imagino estando numa casa com uma família. E quando eu for dormir dar um beijo de boa noite”, diz o menino de 14 anos.

Em pouco mais de um ano de campanha, quatro adoções já foram concluídas e outras 17 estão em andamento.

“Muita gente nem pensa nisso. Quando pensa em adoção, pensa na adoção de uma criancinha pequena, nem sabe da possibilidade, às vezes, da adoção de uma criança já com mais de 8 anos”, explica o juiz Iberê de Castro Dias, coordenador do projeto.

A experiência ganhou o Innovare na categoria Tribunal. O prêmio mais importante da Justiça brasileira é uma realização do Instituto Innovare, do Ministério da Justiça e de associações jurídicas, com o apoio do Grupo Globo.

Foram distribuídos prêmios para outras cinco categorias: Juiz, Ministério Público, Defensoria Pública, Advocacia e Justiça e Cidadania.

Desde 2004, quando foi lançado, o Innovare já teve quase sete mil experiências inscritas e distribuiu 213 prêmios para as iniciativas que mais ajudaram o cidadão a ter acesso à Justiça de uma forma mais ágil.

“Ele é reconhecido no meio jurídico como sendo algo que traz realmente um resultado de melhoria para a Justiça brasileira e isso, para quem participa do prêmio, participa das questões, para quem recebe o prêmio, é uma satisfação realmente muito grande”, disse Sérgio Renault, diretor-presidente do Instituto Innovare.

Segundo ministro aposentado do Supremo Ayres Britto, o prêmio ajuda a renovar o Judiciário.

“Porque aperfeiçoam o sistema de Justiça, são experimentos que oxigenam, digamos assim, os pulmões do sistema de Justiça”, disse Ayres.

O presidente do Supremo, ministro Dias Toffoli, disse que as iniciativas premiadas servem de exemplo.

“Muitas vezes o próprio Conselho Nacional de Justiça através dessas práticas que são premiadas passa a normatizá-las para todo o país”, afirmou Dias Toffoli.

A experiência que ganhou o prêmio destaque de 2018 veio do Maranhão. Um curso que forma pessoas da comunidade em auditores sociais. A iniciativa é do auditor federal de finanças da Controladoria Geral da União, Wellington Rezende.

“Instrumentalizar a população para que ela fiscalize os recursos públicos, porque um povo que fiscaliza o dinheiro que chega no seu município tem uma política pública de melhor qualidade”, explicou Wellington.

Fonte

قالب وردپرس

Deixe uma resposta