Veja as imagens da destruição causada pela tromba d’água que atingiu Simão Pereira, MG | Zona da Mata



Equipes da Defesa Civil, Corpo de Bombeiros e Polícia Militar (PM) ainda contabilizam nesta quinta-feira (06) os prejuízos e dão apoio aos moradores.

Foram registrados diversos destelhamentos de residências, quedas de árvores e de postes de rede elétrica. Como a cidade conta com bombeamento para distribuição de água, enquanto estão sendo realizados os reparos na rede elétrica, os moradores estão também sem fornecimento de água.

Uma equipe da PM sobrevoou a cidade nesta quinta com o helicóptero Pégasus para avaliar os locais mais atingidos pela tempestade. De acordo com o tenente-coronel Oterson Nocelli, comandante do 27º Batalhão, foi dado início ao trabalho de apoio logístico às famílias.

Veja imagens aéreas após a tempestade

 — Foto: Polícia Militar/Divulgação — Foto: Polícia Militar/Divulgação

— Foto: Polícia Militar/Divulgação

 — Foto: Polícia Militar/Divulgação — Foto: Polícia Militar/Divulgação

— Foto: Polícia Militar/Divulgação

 — Foto: Polícia Militar/Divulgação — Foto: Polícia Militar/Divulgação

— Foto: Polícia Militar/Divulgação

 — Foto: Polícia Militar/Divulgação — Foto: Polícia Militar/Divulgação

— Foto: Polícia Militar/Divulgação

Destruição causada pela tromba d’água

Estrutura do ginásio destruída após chuva na tarde de quarta (5) em Simão Pereira, MG — Foto: Augusto Medeiros/G1Estrutura do ginásio destruída após chuva na tarde de quarta (5) em Simão Pereira, MG — Foto: Augusto Medeiros/G1

Estrutura do ginásio destruída após chuva na tarde de quarta (5) em Simão Pereira, MG — Foto: Augusto Medeiros/G1

Postes de energia elétrica tombaram  — Foto: Reprodução/TV IntegraçãoPostes de energia elétrica tombaram  — Foto: Reprodução/TV Integração

Postes de energia elétrica tombaram — Foto: Reprodução/TV Integração

Casas ficaram destelhadas   — Foto: Reprodução/TV IntegraçãoCasas ficaram destelhadas   — Foto: Reprodução/TV Integração

Casas ficaram destelhadas — Foto: Reprodução/TV Integração

Árvores caíram — Foto: Polícia Militar/DivulgaçãoÁrvores caíram — Foto: Polícia Militar/Divulgação

Árvores caíram — Foto: Polícia Militar/Divulgação

Mais casas destelhadas  — Foto: Reprodução/TV IntegraçãoMais casas destelhadas  — Foto: Reprodução/TV Integração

Mais casas destelhadas — Foto: Reprodução/TV Integração

  — Foto: Reprodução/TV Integração  — Foto: Reprodução/TV Integração

— Foto: Reprodução/TV Integração

Postes e árvores caídos — Foto: Reprodução/TV IntegraçãoPostes e árvores caídos — Foto: Reprodução/TV Integração

Postes e árvores caídos — Foto: Reprodução/TV Integração

Estradas de acesso a Simão Pereira ficaram bloqueadas  — Foto: Reprodução/TV IntegraçãoEstradas de acesso a Simão Pereira ficaram bloqueadas  — Foto: Reprodução/TV Integração

Estradas de acesso a Simão Pereira ficaram bloqueadas — Foto: Reprodução/TV Integração

Chuva de granizo  — Foto: Reprodução/TV IntegraçãoChuva de granizo  — Foto: Reprodução/TV Integração

Chuva de granizo — Foto: Reprodução/TV Integração

Árvore danificada   — Foto: Corpo de Bombeiros/DivulgaçãoÁrvore danificada   — Foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação

Árvore danificada — Foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação

Na manhã desta quinta-feira (6), o prefeito Antônio José Gonçalves da Silva anunciou ao MGTV que deve declarar estado de calamidade pública da cidade de cerca de três mil habitantes.

A Defesa Civil ainda contabiliza o número de desalojados. Os feridos foram encaminhados para atendimento nas unidades da cidade e de Juiz de Fora.

Conforme informações da Prefeitura ao MGTV, os moradores ainda têm a água que estão nas caixas. No entanto, a distribuição depende do retorno da energia.

A Cemig informou que as linhas principal e reserva, responsáveis pela rede de abastecimento, foram rompidas. Os reparos estão em andamento.

Dois moradores foram encaminhados para atendimento hospitalar em Juiz de Fora, de acordo com informações do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). A mulher de 56 anos deu entrada no Monte Sinai, foi medicada e liberada, segundo a assessoria do hospital.

O G1 aguarda retorno sobre o estado de saúde do rapaz atingido por uma descarga elétrica e encaminhado para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) São Pedro.

O Corpo de Bombeiros repassou dado da Polícia Militar (PM) de que seis pessoas tiveram ferimentos leves e foram atendidas no Posto Médico Municipal e pelo Samu.

Cem funcionários da Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig) atuam nos reparos das duas redes de transmissão que abastecem o município.

De acordo com a assessoria, foi necessário deslocar 12 eletricistas de Barbacena para acelerar os trabalhos para a retomada do fornecimento para os 1.400 clientes afetados desde às 16h19 de quarta nas áreas urbanas e rural.

A Cemig informou que, além da recuperação das linhas de transmissão, são necessários limpeza de árvores na rede de energia elétrica, podas de árvores, refazer cabos partidos, trocar cruzetas, substituição de postes e vários outros serviços pontuais nas ruas.

A previsão é de retomada no serviço para a maioria dos clientes na área urbana na tarde desta quinta-feira. Na área rural, por causa do acesso aos locais, o restabelecimento pode durar até três dias.

De acordo com informações da manhã desta quinta, a prioridade do Corpo de Bombeiros é fazer a retirada de duas árvores que caíram sobre residências e de uma árvore que ameaça cair sobre a União Indústria.

A equipe dos Bombeiros percorre a cidade junto com a Defesa Civil para avaliar os danos causados pela chuva e as demais necessidades do município.

Segundo o Corpo de Bombeiros, também foram registrados alagamentos. Uma árvore atingiu uma casa e causou ferimentos leves em dois moradores.

Fonte

قالب وردپرس

Deixe uma resposta