Woodstock 50 anos: veja seis fatos inesquecíveis do festival de música mais famoso de todos os tempos



alguns minutos atrás postado através do site: G1, do artigo “Woodstock 50 anos: veja seis fatos inesquecíveis do festival de música mais famoso de todos os tempos”

De acordo com o que foi veiculado através do link G1:
Jimi Hendrix, Janis Joplin e cerca de 500 mil jovens levando a sério o lema ‘Paz e Amor’ em um fim de semana que entrou para história. Festival de Woodstock em agosto de 1969
The Museum at Bethel Woods/Reuters
Foi em 15 de agosto de 1969, em meio à Guerra do Vietnã, a conflitos raciais e com uma geração que acreditava no lema “Paz e Amor”, que o Festival de Woodstock aconteceu. O que foi inicialmente pensado para ser um festival de música na cidadezinha de Bethel, em Nova York, e que deveria reunir umas 80 mil pessoas, virou o mais famoso festival de música da história, com mais ou menos 500 mil pessoas.
Mas não foi só a quantidade de gente que fez o festival se tornar épico. Nomes como Jimi Hendrix, Janis Joplin e The Who transformaram o local, cheio de lama e sem estrutura para abrigar tanta gente, em uma catarse coletiva lembrada 50 anos depois.
O Estúdio i fez uma lista dos seis fatos inesquecíveis de Woodstock e revive com você. Confira.
1 – O lema ‘Paz e Amor’ vivido sem limites
Imagine um lugar preparado para receber 80 mil pessoas e que se vê tomado por 500 mil? E, segundo relatos da polícia da época, os números poderiam chegar a 1 milhão, mas muita gente desistiu na estrada. Quem foi, dividiu barraca, comida, dormiu na chuva e rolou na lama. Alguns viveram a máxima “sexo, drogas e rock and roll” – outro marco da cultura hippie da época -, mas o festival não teve registros de tumultos ou confusões, com o lema “Paz e Amor” vivido sem limites.
2 – Um palco de protestos
O clima era de paz e amor, mas nem por isso se fechava os olhos para o que acontecia na época. Ao cantar no primeiro dia de festival, Joan Baez relatou como foi a prisão de seu marido, o jornalista e escritor David Harris, que atuava como ativista antiguerra do Vietnã. Após o relato, ela dedicou a faixa “Drug Store Truck Drivin’ Man” ao então governador da Califórnia, Ronald Reagan.
Já o The Who preferiu expulsar do palco o ativista anarquista Abbie Hoffman, quando ele decidiu interromper a apresentação para protestar.
E teve ainda Jimi Hendrix solando o hino nacional americano, “Star Spangled Banner”, seguido pelo blues “Purple Haze”, num protesto único contra a guerra e o mundo sombrio que ela representava.
Guerra no Vietnã: conflito da época foi lembrado em protestos
Gervásio Baptista/Reprodução
3 – The Who, o gigante
O The Who também foi o responsável por outro momento épico: um show, no sábado, com mais de duas horas de duração. A apresentação emblemática, com 25 faixas no repertório, enlouqueceu o público. Destaque para “See Me, Feel Me”.
4 – Joe Cocker > do que Beatles
Outro sucesso da época, os Beatles, também foram convidados para tocar em Woodstock, mas não foram. Mas os rapazes de Liverpool foram lembrados no palco do festival na voz do jovem Joe Cocker. Ele cantou uma versão de “With a Little Help From My Friends”, ao lado do Grateful Dead, que ficou tão famosa quanto a versão na voz de Ringo Starr.
cocker: versão de With A Little Help From My Friends foi eternizada
reprodução
5 – Janis Joplin, a musa
A apresentação de Janis Joplin no Festival de Woodstock foi uma das últimas da cantora, já que ela morreria por overdose 14 meses depois. Inesquecível, ao lado da The Kozmic Blues Band, e com uma versão arrasadora de “Piece of My Heart”.
Janis Joplin Nelson Motta JG
Reprodução: TV Globo
6 – Hendrix, o grand finale
Era para o festival terminar no domingo, mas atrasos e improvisos fizeram com que Jimi Hendrix subisse ao palco só às 9h de segunda-feira. E quem esperou, não perdeu por esperar. Hendrix, com uma das cordas da guitarra arrebentada (ela se partiu na quarta música), tocou o hino nacional dos Estados Unidos de forma única, emblemática, mandando o seu recado ao emendar “Purple Haze”.
Ele ainda teve fôlego para um bis com “Hey Joe”, que ajudou a tornar Woodstock ainda mais inesquecível.
Hendrix no Festival de Woodstock: épico
Divulgação

Vamos continuar a seguir o canal e divulgado vídeos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *